Bettie Page Reveals All

poster-Bettie-Page-Reveals-AllNos mais de 50 anos desde que a eterna pin-up Bettie Page pendurou o seu chicote, sua vida se transformou em uma lenda improvável e em uma marca incrivelmente durável. Uma interminável coleção de parafernálias como camisetas, bolsas, fichas de poker, posters, sapatos, existe até hoje com a suas curvas estampadas.

Mesmo com a morte de Page em 2008 aos 85 anos as vendas não param, mais recentemente no documentário “Bettie Page Reveals All” nos leva a perguntar se ainda existe algo para ser contato, e sim existe. A Rainha das Curvas, como era conhecida, compartilha publicamente alguns de seus altos e baixos incluindo sua infância difícil no Tennessee.

Dirigido por Mark Mori, escrito por Douglas Miller e – melhor de tudo – narrado pela própria Bettie Page com seu sotaque rouco sulista, “Bettie Page Reveals All” agrupa grande parte do material que já foi relacionado em livros e outras reportagens, mas com algumas diferenças agradáveis. Para começar, o Sr. Mori, na verdade, parece exibir um genuíno carinho com Page, e ele compartilha o mau junto com o bem, sem risos, julgamento ou classificação sensacionalismo. Isso ajuda a aquecer a história, particularmente quando ela discute sua infância muitas vezes brutal, que foi marcado por abuso sexual e uma estadia em um orfanato, e alguns dos interlúdios igualmente desesperados que marcaram sua vida adulta.

 

 


 

 

O documentário encontra-se disponível na Netflix.

Comments

comments

Oi eu sou o Cadu (leia a frase acima na voz do dublado do Goku, o Wendel Bezerra) Moro atualmente em Brasília e sou apaixonado por fotografia. Você pode me encontrar nas redes sociais informadas aqui.