Exibindo a forma humana como escultura, não, péra… é foto

LovisOstenrik3

fotografa corpos contorcidos em poses poéticas. Seus cliques monocromáticos se tornam ainda mais poderosos com seu estilo minimalista.

Exibindo a forma humana como escultura (vendo de primeira achei mesmo que fossem), ele manifesta interesse pelo movimento, explorando os ângulos naturais e as formas “surreais” que o humano é capaz obter.

Direto de Berlim, Lovis explora questões existenciais em seus diálogos imagéticos com o público, e também aborda tabus sociais em torno da nudez.

 

LouisOstenrik

 

LovisOstenrik1

 

LovisOstenrik2

 

LovisOstenrik4

 

LovisOstenrik5

 

LovisOstenrik6

 

LovisOstenrik7

 

LovisOstenrik8

 

LovisOstenrik9

|via Ideia Fixa

 

Salvar

Fotógrafa registra as mudanças de seu próprio corpo em um período de 7 anos

A fotógrafa Polly Penrose, baseada em Londres, explora as mudanças de seu corpo à medida em que ele envelhece na sua série ainda em curso “A Body of Work”. Durante um período de sete anos, ela documentou os momentos importantes em sua vida, a partir de seu noivado, passando por sua gravidez e a maternidade.

Cada fotografia é uma resposta intuitiva para seu ambiente, e uma representação visual de suas tentativas de se encaixar nos limites de seu espaço físico.

“Estes retratos são a resposta do meu corpo a um espaço e o seu conteúdo. Eles nunca são pré-meditados, na maioria das vezes eu nunca vi o local antes. A imagem final é totalmente ditada pela localização e como o corpo pode caber no seu interior”, explica Polly.